Library traduire E-mail Site Map Links
frenchspanishportuguese
Site Search by KeyWord
Full Text
Page translated in :


traduire

traduire

traduire

traduire




Espaço profissionais
Ferramentas práticas  

 

 

PREVENÇÃO


Aconselhamento de grupo de adolescentes sobre o tema da prevenção do HIV

 

Apresentação do guia :

Este programa de aconselhamento de prevenção da infecção HIV é construído sobre uma base de 8 sessões com um de grupo de adolescentes. Ele possui os seguintes suportes :

  • para o uso da pessoa responsável pela ação
    -
    fichas pedagógicas das 8 sessões [672 Ko]
    -
    ficha de avaliação das sessões [707 Ko]
  • para o uso dos participantes
    -
    ficha de avaliação das sessões [710 Ko]
    -
    ficha de auto-avaliação do "efeito relaxamento"
    [709 Ko]

Este programa retirado do guia de prevenção "Comment conduire des actions en éducation pour la santé sur l'infection par le VIH auprès des jeunes en milieu scolaire" ("Como conduzir ações de educação em saúde sobre a infecção pelo HIV junto a jovens no âmbito escolar "), que Comment Dire realizou em 1992 a pedido da Agência Francêsa de Luta contra a Aids, faz parte de um capítulo revisto e atualizado (em 2000) tratando do aconselhamento. As 8 fichas pedagógicas detalham em cada sessão: seus objetivos; sua duração e seu desenrolar.

O interesse do aconselhamento para os jovens :

O avanço das pesquisas e das descobertas sobre o universo psicológico das crianças e adolescentes leva à promover um aconselhamento específico para estes públicos que considere :

  • as características específicas dos problemas das crianças e dos adolescentes
  • as mudanças no transcorrer de seus desenvolvimentos
  • as modalidades segundo as quais o meio afeta seus problemas.

A abordagem do aconselhamento é particularmente adaptada a(o)s adolescentes pois ela lhes oferece um espaço no qual ele(a)s podem descobrir, graças a seus pares, que seus problemas não são exepcionais e, principalmente, porque eles podem encontrar juntos soluções. A experiência de um grupo de aconselhamento permite a(o)s adolescentes :

  • experimentar uma outra realidade grupal diferente da vivida em sala de aula
  • desenvolver a compreensão dele(a)s mesmos e do outro
  • descobrir, graças a(o)s outro(a)s, outras atitudes e outros comportamentos
  • reduzir o isolamento
  • vislumbrar com o(a)s outro(a)s e para ele(a)s mesmo(a)s diferentes maneiras de tratar um problema, de tomar uma decisão.

Para saber mais sobre o tema da adolescência e/ou prevenção :

O que é a adolescência ? Não existe consenso sobre a realidade que engloba o termo adolescência entre os psicólogos, sociólogos, endocrinológos, etnólogos…Alguns definem a adolescência como uma fase em si, mais ou menos crítica, outros como um episódio de crescimento, outros ainda como o fim da infância que inclui ou não uma regressão aos fenômenos ligados a primeira infância. Idade aberta, fase marginal, etapa original no desenvolvimento do ser humano, a adolescência mobiliza regularmente a sociedade civil, que projeta sobre ela seus desejos, seus medos, sua fascinação, suas expectativas e suas dificuldades.

Sinopse para o profissional :

Para se auto-ajudar o(a) facilitador(a) pode se perguntar :

  • Como foi minha adolescência ?
  • O que é importante para mim ?
  • Tenho confiança em mim ?
  • Tenho vontade de progredir em meu próprio desenvolvimento ?
  • Será que considero o(a)s adolescentes como sendo competentes ?
  • Será que estou pronto(a) para deixar um(a) jovem ir até o fim de seu projeto, mesmo que suas escolhas sejam diferentes das minhas ?
  • Sou capaz de sentir o que os jovens me dizem ?
  • Será que ainda tenho vontade de aprender coisas sobre a conduta e o comportamento humano ?

As setes situações de base em que o facilitador deve intervir em um grupo de aconselhamento :

  • Quando um participante fala o tempo todo de maneira geral : "a gente, nós, ele(a)s"
  • Um participante fala no lugar de um outro no grupo
  • Um participante se fixa sobre pessoas e casos exteriores ao grupo e lhes atribui suas dificuldades
  • Um participante procura o tempo todo a aprovação verbal ou não verbal do(a) facilitador(a) ou de um membro do grupo antes et/ou depois de suas intervenções
  • UUm participante diz " Eu não quero machucá-lo, por isso não direi o que tenho a dizer ! "
  • Um participante atribui regularmente suas dificuldades e problemas à uma outra pessoa.
  • Um participante diz " Eu sempre fui assim "

Bibliographie :

Tourette-Turgis C. (sous la direct.) (1992). Comment conduire des actions en éducation pour la santé sur l'infection par le VIH auprès des jeunes en milieu scolaire. Paris : AFLS / Comment Dire (241 p).
Abstract FR | EN | SP | PT |

Haut Comité de la Santé Publique (2000). La souffrance psychique des adolescents et des jeunes adultes. Ed. ENSP, Coll. Avis et rapports.
I 314 Ko I

Auvray L., Le Fur Ph. (2002). Adolescents : état de santé et recours aux soins en 1998. CREDES n° 1372 (45 p.) synthèse

Choquet M., Ledoux S., Hassler C., Pare C., Dru A. et al. (1998). Adolescents (14-21 ans) de la protection judiciaire de la jeunesse et santé. Editeur : Direction de la Protection Judiciaire de la Jeunesse (DPJJ)

Kirby D. (2001). Understanding what works and what doesn't work in reducing adolescent sexual risk-taking. Family Planning Perspectives, Vol 33 (6), November/december 2001. I article I

Pommereau X. (2002). Santé des jeunes : orientations et actions à promouvoir en 2002. Paris, Ministère de la santé. I rapport 150 Ko I

 

 

 
     
     
About Counseling VIH Publications Scientific comitte Copyright Sponsors Site Map E-mail
Copyright © 2002., "Counseling, Santé et développement" - All rights reserved
Web design : bleu citron - Best screen resolution : 800x600